20.1 C
Itapemirim
quinta-feira 18 julho 2024

Suspeitos de aplicarem ‘Golpe do Financiamento’ são detidos em flagrante pela Polícia Civil – Notícias da Polícia Civil ES

PolíciaSuspeitos de aplicarem 'Golpe do Financiamento' são detidos em flagrante pela Polícia Civil - Notícias da Polícia Civil ES

Um empresário de 46 anos, dono de uma revendedora de veículos, e o funcionário da loja dele, de 43 anos, foram detidos em flagrante por equipes da Delegacia Especializada de Falsificações e Defraudações (Defa), no momento em que tentavam realizar um financiamento de forma fraudulenta, nessa terça-feira (05), na Grande Vitória. Os dois são suspeitos de realizar o “Golpe do Financiamento”.

 

De acordo com o titular da Defa, delegado Douglas Vieira, a equipe recebeu uma denúncia, por meio da área de segurança de um banco desconfiando de um financiamento que estava sendo feito no valor de R$ 68 mil. “Uma equipe da Defa foi até o local e descobriu que a transação estava sendo feita de forma fraudulenta, porque um veículo estava sendo comprado em nome de uma pessoa que não estava no estabelecimento no momento da compra e, para que o financiamento pudesse ser feito a presença desse cliente era necessária”, disse.

 

Segundo o delegado, os suspeitos obtinham os dados de vítimas mediante falsas vagas de emprego, falsas ofertas de financiamento e falsos brindes para atrair vítimas. “Eles abordavam pessoas nas redes sociais com ofertas de falsos empregos ou falsos brindes e acreditando se tratar de algo verdadeiro, as vítimas entravam em contato com os criminosos perguntando como fazer para conseguir o emprego ou ganhar o brinde e repassavam os documentos e fotos solicitados pelos golpistas”, disse o delegado Douglas Vieira.

 

Segundo o delegado, a organização pegava os dados de uma vítima, a placa do carro de uma segunda vítima, falsificava o Documento Único de Transferência (DUT) e entregava para um intermediário, que procurava a revenda e fazia a proposta.

 
“O suspeito fazia uma proposta para a revendedora, na qual ela fazia o financiamento do veículo em nome dessas pessoas que tinham dados roubados e, em troca, o estabelecimento ficava com uma comissão ou porcentagem do financiamento concedido pelo banco. Quando o golpe dava certo, o banco enviava o valor do financiamento para a revendedora, que ficava com uma parte e passava o restante ao intermediador. Esse golpista, por sua vez, depositava o dinheiro em contas de laranjas, onde já haviam pessoas com acesso a elas para sacar os valores”, explicou o delegado.

 

De acordo com o titular da Defa, algumas revendas de veículos têm autorização para fazer financiamento por meio digital, pelo sistema do banco, desde que o carro seja da loja e o cliente esteja no estabelecimento. Para ganhar dinheiro fácil, o lojista omite essas informações à instituição financeira e aplica o golpe.

 

O dono da revendedora e o funcionário foram presos em flagrante por tentativa de estelionato, mas pagaram a fiança estipulada e vão responder ao processo em liberdade.

 


Texto:
 Olga Samara

 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil

Comunicação Interna – (27) 3137-9024

imprensa.pc@pc.es.gov.br

 

Informações à Imprensa:

Matheus Zardini / Olga Samara  

(27) 3636-1574 / (27) 99297-8693 / (27) 3636-1536 / (27) 99846-1111

comunicapces@gmail.com

 



Fonte: Notícias do site da Polícia Civil do Espirito Santo – Confira mais informações em Polícia Civil do Estado do Espírito Santo.

Você está aqui

- Anunciar é Fácil (28) 99999-4664 -

Confira outras Notícias

Navegue pelas tags:

Mais Lidas