20.8 C
Itapemirim
segunda-feira 22 abril 2024

Polícia Civil desarticula fábrica clandestina de armas na Serra – Notícias da Polícia Civil ES

PolíciaPolícia Civil desarticula fábrica clandestina de armas na Serra - Notícias da Polícia Civil ES

A Polícia Civil do Estado do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme), deflagrou, na última quarta-feira (20), a “Operação Legado Armeria’ e desarticulou uma fábrica clandestina de armas de fogo em pleno funcionamento, que estava localizada em um sítio, na zona rural do município de Cariacica. Durante a ação, dois homens foram presos em flagrante, e foram apreendidos de diversos insumos, armas de fogo e munições.

A investigação teve início no mês de maio deste ano, decorrendo sete meses de diligências. “Foram prisões e apreensões importantes. A operação contará com uma segunda fase, em que a equipe policial vai rastrear movimentações financeiras, além de identificar e responsabilizar os criminosos que estavam comercializando as armas de fogo”, declarou o delegado-geral da Polícia Civil (PCES), José Darcy Arruda.

De acordo com investigações, a fábrica chegou a produzir mais de 50 armas e fornecia os armamentos para o crime organizado das regiões de Vitória, Vila Velha, Cariacica, Serra e Guarapari. “A apreensão das armas de fogo gera um impacto positivo nos indicies de criminalidade, sem o armamento, os criminosos terão mais dificuldades em crimes como roubo e tráfico de drogas”, relatou o chefe da Divisão de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Diccor), delegado Ícaro Ruginski.

Com os dados fornecidos pela inteligência da PCES, a equipe policial averiguou também indícios de lavagem de dinheiro decorrente da venda das armas, identificando uma movimentação financeira de cerca de meio milhão de reais. “Os criminosos apresentaram uma evolução patrimonial com relação desproporcional aos ganhos aferidos”, informou o titular da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme), delegado Daniel Belchior.

“Os criminosos construíam as armas do zero, por meio de moldes. Os infratores utilizavam uma plataforma de vídeo on-line para aprender a desenvolver os armamentos”, completou o delegado Daniel Belchior.

Foram apreendidos na fábrica clandestina uma pistola calibre .380, um rifle calibre .28, um rifle calibre. 22, uma carabina calibre .22, uma garrucha, três carregadores de pistola, 41 munições calibre .380, 31 munições calibre .38, 13 munições calibre .12, 22 munições calibre .28, 26 munições calibre .36, 10 munições calibre .32, quatro munições calibre .45, três munições calibre .40, 86 munições calibre .22 e uma munição calibre .765.

Também foram apreendidos um molde de coronha de madeira, uma coronha de plástico, um municiador de carregador de arma de fogo, um molde de plástico da estrutura de uma submetralhadora caseira, um molde em metal de submetralhadora utilizado como base para solda, 16 canos de metal de diferentes tamanhos usados como cano de armas caseiras, três máquinas de solda e uma espada produzida de forma artesanal em aço.

 

Texto: Beatriz Paoliello, Estagiária – Seção de Imprensa e Comunicação Interna (Sicoi).

Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024

Informações à Imprensa:
Olga Samara / Matheus Foletto
(27) 3636-1536 / (27) 99846-1111 / (27) 3636-1574 / (27) 99297-8693
comunicapces@gmail.com

 



Fonte: Notícias do site da Polícia Civil do Espirito Santo – Confira mais informações em Polícia Civil do Estado do Espírito Santo.

Você está aqui

- Anunciar é Fácil (28) 99999-4664 -

Confira outras Notícias

Navegue pelas tags:

Mais Lidas