22.8 C
Itapemirim
segunda-feira 27 maio 2024

Homem é preso em flagrante ao tentar usar documentos falsos em agência bancária – Notícias da Polícia Civil ES

PolíciaHomem é preso em flagrante ao tentar usar documentos falsos em agência bancária - Notícias da Polícia Civil ES

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia Especializada de Crimes de Defraudações e Falsificações (Defa), prendeu um homem de 30 anos, no momento em que ele se dirigia a uma agência bancária para terminar um processo de abertura de conta utilizando documento falso. O suspeito participava de um esquema de golpe para conseguir linhas de crédito. A prisão ocorreu na manhã da última terça-feira (20), nas proximidades de uma agência bancária, localizada no bairro Jucutuquara, em Vitória.

A Polícia Civil obteve informação de que alguns indivíduos estariam na Região Metropolitana da Grande Vitória tentando abrir contas bancárias, com o uso de documentos falsos. As equipes monitoraram o suspeito e realizaram a abordagem. Ao solicitar que apresentasse documento de identificação, o homem mostrou documento falso e foi preso em flagrante.

O titular da Delegacia Especializada de Crimes de Defraudações e Falsificações, delegado Douglas Vieira, informou que, em depoimento, o estelionatário disse que havia comprado o documento com os dados falsos pela internet pela quantia de R$ 250,00. Desde então, vem abrindo contas em diversos bancos. As investigações apontam ainda que ele atuava em conjunto com outros indivíduos.

“O suspeito era motorista de aplicativo e tentou justificar o crime, alegando estar passando por uma crise financeira. O suspeito disse ainda que queria ter mais dinheiro para passar o fim de ano com qualidade, usufruindo dos limites de crédito”, contou o delegado Douglas Vieira.  

Golpe

A abertura de contas bancárias era apenas uma parte do golpe praticado pelo estelionatário. Como explicou o titular da Defa, os criminosos ligam para as vítimas, se passam por funcionários dos bancos, conseguem os dados das vítimas e depois procuram uma agência bancaria. “O objetivo é sempre conseguir linhas de crédito, financiamento e também empréstimos. Em muitos dos casos, as vítimas só descobrem que caíram num golpe, após terem o nome negativado”, disse.

“Desde o início do ano, 12 prisões foram feitas em flagrante, após o uso de documentos falsos. Foram 14 pessoas presas no Estado praticando esse tipo de crime. A Delegacia Especializada de Crimes de Defraudações e Falsificações tem trabalhado fortemente nessa área para tentar impedir os criminosos de abrirem essas contas e causarem transtornos para o cidadão”, ressaltou o delegado.

Texto: Marcus Vinícius Gonçalves, Estagiário – Seção de Imprensa e Comunicação Interna (Sicoi).

Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024
imprensa.pc@pc.es.gov.br
 
Informações à Imprensa:
Matheus Zardini / Olga Samara 
(27) 3636-1574 / (27) 99297-8693 / (27) 3636-1536 / (27) 99846-1111         



Fonte: Notícias do site da Polícia Civil do Espirito Santo – Confira mais informações em Polícia Civil do Estado do Espírito Santo.

Você está aqui

- Anunciar é Fácil (28) 99999-4664 -

Confira outras Notícias

Navegue pelas tags:

Mais Lidas