20.6 C
Itapemirim
terça-feira 17 maio 2022

DHPP Serra prende mandante de homicídio em Fundão – Notícias da Polícia Civil ES

PolíciaDHPP Serra prende mandante de homicídio em Fundão - Notícias da Polícia Civil ES

Um homem de 34 anos foi preso pela Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) da Serra, no bairro Direção, em Fundão, no dia 05 de janeiro deste ano. Ele é suspeito de ser o mandante do crime que vitimou um homem de 20 anos, no bairro Costabella, na Serra, no dia 15 de dezembro.

Durante a prisão, o suspeito estava em posse de uma pistola calibre .380, 15 munições de calibre .380, cinco munições de calibre 12, uma Balaclava. As investigações apontam que a motivação do crime está relacionada à disputa pelo tráfico de drogas no bairro Direção, em Fundão.

“Realizamos esta operação para prender o mandante. Os executores de 22 e 27 anos foram presos dois dias após o homicídio. Durante o crime, a equipe da DHPP Serra estava em operação de Escala Operacional (ISEO) e imediatamente iniciou as primeiras diligências, visando à identificação da autoria, dinâmica e motivação do crime”, contou o titular da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa da Serra, delegado Rodrigo Sandi Mori.

Além do cumprimento do mandado, o suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. Ele foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana (CTV).

O crime e as prisões

No dia do crime, por volta das 19 horas, a vítima saiu do município de Fundão com o veículo dela, sendo seguida pelos dois indivíduos de 22 e 27 anos, que estavam a bordo de uma motocicleta. Durante o trajeto, a vítima entrou no bairro Nova Almeida, na Serra, buscou a namorada e retornou para a Rodovia ES-010, com destino a Jacaraípe.

Neste momento, o homem ainda estava sendo seguido pelos suspeitos, que ficaram aguardando o jovem na rotatória da entrada do bairro Nova Almeida. Já no bairro Costabella, também no município, próximo ao radar, os dois indivíduos de moto se aproximaram do veículo da vítima. Foi nesse momento que o que estava na garupa da moto sacou a arma revólver calibre. 38 e efetuou vários disparos na direção do motorista, que também estava armado com uma pistola calibre. 380, revidando contra os suspeitos na motocicleta.

Um dos disparos feitos pelo indivíduo que estava na garupa da moto acertou a vítima, que perdeu o controle do veículo e colidiu com o muro de uma residência, indo a óbito. A namorada da vítima também foi baleada por um disparo no braço e se jogou do carro ainda em movimento, antes da colisão com o muro.

“Ainda no local do crime, no bairro Costabella, recebemos a informação, via Ciodes, de que dois indivíduos teriam dado entrada na Upa de Castelândia, vítimas de disparo de arma de fogo. Imediatamente, nós nos dirigimos até o local e em entrevista com um dos baleados, que caiu em contradição, disse que teria sido baleado no bairro Laranjeiras. Fato que fez a equipe desconfiar da versão apresentada por ele”, explicou o delegado.

Ainda segundo o responsável pelas investigações, na Upa de Castelândia, a equipe da DHPP Serra recebeu a informação de que um dos baleados teria dispensado três munições de calibre. 38 pela janela. O calibre é compatível com a arma utilizada pelos executores.

“Após a solicitação do monitoramento da tornozeleira eletrônica de um dos executores, verificamos que a mesma teria sido desligada na madrugada do dia 15 de dezembro. Com base nas imagens de videomonitoramento, depoimentos prestados, denúncias e, principalmente, com o resultado positivo do exame de balística, entre o projétil extraído do joelho de um dos baleados com a arma da vítima, foram representadas as prisões temporárias dos suspeitos dois dias após o crime”, relatou Sandi Mori.

O primeiro suspeito foi preso no bairro Campo Verde, em Cariacica, e, no caso do segundo, foi dado cumprimento ao mandado de prisão no Hospital Estadual de Urgência e Emergência, onde ainda permanece sob escolta policial.

Ao serem interrogados, ambos confessaram a autoria do crime e a motivação  está relacionada ao tráfico de drogas do bairro Direção, no município de Fundão. A vítima de 20 anos assumiu o controle do tráfico, após a prisão do irmão e, em junho deste ano, a vítima e o executor de 27 anos, que eram amigos, foram presos em Fundão pelo crime de porte ilegal de arma de fogo.

Após 20 dias, ambos foram beneficiados com tornozeleira eletrônica. Com a saída da prisão, houve uma desavença entre ambos e eles começaram a se ameaçar de morte, até que no dia 15 de dezembro ocorreu o crime.

Texto: Matheus Zardini


Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024
imprensa.pc@pc.es.gov.br

Atendimento à Imprensa:
Matheus Zardini / Camila Ferreira
(27) 3636-9928 / (27) 99297-8693 / (27) 99231-5157
comunicapces@gmail.com



Fonte: Notícias do site da Polícia Civil do Espirito Santo – Confira mais informações em Polícia Civil do Estado do Espírito Santo.

Você está aqui

- Anunciar é Fácil (28) 99999-4664 -

Confira outras Notícias

Navegue pelas tags:

Mais Lidas