23.8 C
Itapemirim
segunda-feira 22 julho 2024

DHPP de Aracruz realiza segunda fase da Operação Judas e prende suspeito na Serra – Notícias da Polícia Civil ES

PolíciaDHPP de Aracruz realiza segunda fase da Operação Judas e prende suspeito na Serra - Notícias da Polícia Civil ES

Policiais civis da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Aracruz deflagrou, na última quinta-feira (1º), a segunda fase da Operação Judas, resultando na prisão de um homem de 25 anos, com mandado em aberto pelo envolvimento no homicídio ocorrido no dia 31 de dezembro do ano passado, em Barra do Riacho, no município de Aracruz.

A ação foi realizada no bairro Nova Almeida, na Serra. O indivíduo estava trabalhando no momento da prisão e não esboçou qualquer reação. De acordo com as investigações, o capturado está envolvido na morte de Laelson Pereira Carvalho, morto por disparos de arma de fogo no dia 31 de dezembro, em Barra do Riacho.

“O preso teria marcado com a vítima para negociar uma suposta venda de carro, mas tudo se tratava de uma enganação, sendo a vítima rendida e assassinada”, afirmou o titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Aracruz, delegado André Jaretta.

Após procedimentos de praxe, o conduzido foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Aracruz (CDPA), onde permanece à disposição da Justiça.

Operação Judas

A primeira fase da Operação Judas foi realizada no dia 31 de janeiro e resultou na prisão de um indivíduo de 19 anos, que estava escondido na Zona Oeste do Rio de Janeiro, procurado por vários crimes de homicídio cometidos em Aracruz. A operação contou com o apoio da 36ª Delegacia de Polícia de Santa Cruz, no Estado do Rio de Janeiro.

De acordo com as investigações, desde o mês de dezembro, o suspeito de 19 anos passou a articular e, por vezes, executar pessoalmente crimes de homicídio na localidade de Barra do Riacho, em Aracruz. Essas ações resultaram em quatro mortos e pelo menos três feridos. Os homicídios ocorreram nos dias 18, 30 e 31 de dezembro do ano passado e no último dia 17.

O titular da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa de Aracruz, delegado André Jaretta, informou que o suspeito contava com o apoio da facção Primeiro Comando de Vitória (PCV) para perpetrar os crimes.

“Levantamentos apontam que a motivação dos crimes foi um desacerto relacionado ao tráfico de drogas entre o criminoso e indivíduos com os quais ele se relacionava anteriormente no tráfico de drogas da Barra do Riacho. Após o referido desacerto, o homem se uniu aos criminosos do PCV, passando a executar homicídios com o propósito de dominar o tráfico de drogas local”, disse Jaretta.

O conduzido foi encaminhado para uma unidade prisional carioca, enquanto as investigações prosseguem.

Texto: Adriana Nascimento Amaral – Policial Civil – Seção de Imprensa e Comunicação Interna (Sicoi).

Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024

Informações à Imprensa:
Olga Samara / Matheus Foletto
(27) 3636-1536 / (27) 99846-1111 / (27) 3636-1574 / (27) 99297-8693
comunicapces@gmail.com

 



Fonte: Notícias do site da Polícia Civil do Espirito Santo – Confira mais informações em Polícia Civil do Estado do Espírito Santo.

Você está aqui

- Anunciar é Fácil (28) 99999-4664 -

Confira outras Notícias

Navegue pelas tags:

Mais Lidas