19.4 C
Itapemirim
quarta-feira 18 maio 2022

DHPP da Serra prende último suspeito de latrocínio cometido em Vila Nova de Colares – Notícias da Polícia Civil ES

PolíciaDHPP da Serra prende último suspeito de latrocínio cometido em Vila Nova de Colares - Notícias da Polícia Civil ES

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Serra, prendeu o último suspeito de envolvimento em um latrocínio cometido em setembro de 2021, no bairro Vila Nova de Colares, na Serra. O suspeito de 20 anos foi preso nessa segunda-feira (03), no bairro Morada de Laranjeiras, no município.  

O detido é réu no processo relacionado ao caso e tinha mandado de prisão preventiva em aberto. Segundo as investigações conduzidas pela DHPP da Serra, ele foi um dos executores do latrocínio que vitimou um homem de 35 anos, no dia 22 de julho de 2021, na localidade de Vila Nova Colares, na Serra.

O suspeito era o último envolvido no crime e ainda se encontrava foragido. No dia 04 de agosto de 2021, duas semanas depois do crime, um suspeito de 20 anos foi preso pela DHPP da Serra e, de acordo com as investigações, o crime foi o resultado de uma espécie de intercâmbio entre associações criminosas de Minas Gerais e do Espírito Santo.

“Este último suspeito preso faz parte de uma organização criminosa do bairro Vila Nova de Colares e já respondeu por tentativa de homicídio quando era menor de idade. O indivíduo preso em agosto do ano passado era foragido do Estado de Minas Gerais e membro de um grupo criminoso que atuava em Governador Valadares. Os dois se associaram para cometer o latrocínio”, explicou o adjunto da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa da Serra e responsável pelas investigações, delegado Daniel Fortes.

A apuração da DHPP da Serra concluiu que a vítima do latrocínio, de 35 anos, comercializava armas de fogo. Na data do crime, a vítima foi vender duas armas de fogo para traficantes do Bairro Vila Nova de Colares e, quando chegou ao local, foi morta por disparos de arma de fogo. Foram subtraídos da vítima as duas armas de fogo, uma quantia alta de dinheiro e o aparelho celular.

Ainda durante as investigações, outros três membros da organização criminosa de Minas Gerais foram presos na Serra, incluindo um homem de 24 anos considerado o líder do grupo e, na época, um dos criminosos mais procurados da Justiça mineira.

Texto: Seção de Imprensa e Comunicação Interna (Sicoi). 

 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024
imprensa.pc@pc.es.gov.br

 

Atendimento à Imprensa:
Matheus Zardini / Camila Ferreira
(27) 3636-9928 / (27) 99297-8693 / (27) 99231-5157
comunicapces@gmail.com



Fonte: Notícias do site da Polícia Civil do Espirito Santo – Confira mais informações em Polícia Civil do Estado do Espírito Santo.

Você está aqui

- Anunciar é Fácil (28) 99999-4664 -

Confira outras Notícias

Navegue pelas tags:

Mais Lidas