20.1 C
Itapemirim
quinta-feira 18 julho 2024

Associação criminosa especializada em roubos a lojas de celulares é desarticulada pelo Polícia Civil – Notícias da Polícia Civil ES

PolíciaAssociação criminosa especializada em roubos a lojas de celulares é desarticulada pelo Polícia Civil - Notícias da Polícia Civil ES

A Delegacia Especializada de Segurança Patrimonial (DSP), com o apoio operacional da inteligência da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vitória, prendeu dois suspeitos de serem os coautores da tentativa de latrocínio contra um comerciante do Centro de Vitória, dono da loja Martini Celulares, ocorrido no dia 09 de abril. As prisões aconteceram nas últimas quinta-feira (02) e sexta-feira (03), no Morro da Conquista, em Vitória. Os detalhes sobre as prisões e a investigação foram divulgados em entrevista coletiva, nesta terça-feira (07), na Chefatura de Polícia Civil.

 

A associação criminosa, além de ser responsável pela tentativa de latrocínio contra o proprietário da loja Martini Celulares, no Centro de Vitória, também é apontada por cometer dois roubos a lojas de celulares, no bairro Mata da Praia, na Capital. Na ocasião, 16 aparelhos celulares foram subtraídos.

 

“Foi a desarticulação de uma associação criminosa altamente perigosa, agindo em roubos de estabelecimentos comerciais. Fizeram três roubos, o último contra um comerciante antigo no Centro de Vitória. A integração da Polícia Civil em relação à DHPP Vitória e ao Deic (Departamento Especializado de Investigações Criminais) fez com que essa associação criminosa fosse toda presa. Estamos trabalhando muito firme para diminuir os casos de roubos a comercio e pessoas, e para tirar das ruas esses indivíduos de altíssima periculosidade”, disse o delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda.

 

Na noite do dia 09 de abril deste ano, o primeiro integrante da associação criminosa foi preso pela Guarda Municipal de Vitória (GMV), em um cerco eletrônico. O suspeito de 24 anos é apontado como sendo o motorista do grupo criminoso e que dava suporte aos comparsas no momento dos crimes. 

 

Na última quinta-feira (02), ao montar um cerco tático, a equipe policial conseguiu identificar a casa do suspeito de 22 anos. Ele é o responsável por fazer a vigilância no momento dos roubos. Já na última sexta-feira (03), o terceiro integrante da associação de 20 anos foi preso. Ele é apontado como sendo o atirador da tentativa de latrocínio contra o dono da loja Martini Celulares, no Centro de Vitória. O suspeito foi identificado por videomonitoramento do próprio estabelecimento. 

 

“Ao fazermos uma comparação com a tatuagem do indivíduo capturada pelas câmeras de videomonitoramento e, ao recebermos uma denúncia anônima informando sobre as mesmas características físicas, a equipe policial conseguiu efetuar a prisão do atirador”, relatou o titular da DSP, delegado Gianno Trindade.

 

Em depoimento, o suspeito de 20 anos confessou o crime, porém alegou ter atirado no chão e no teto. Fatos que não foram filmados pelas câmeras de videomonitoramento que mostraram o indivíduo tentando matar o comerciante. “A operação integrada culminou na desarticulação de uma associação criminosa que praticava roubos a outros estabelecimentos comerciais destinados à venda de celulares”, informou o delegado Gianno Trindade.

 

O titular da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa Vitória, delegado Marcelo Cavalcanti, acrescentou que dois Inquéritos Policiais (IP) pelo crime de roubo foram instaurados na delegacia, no intuito de continuar com as diligências do Deic. As investigações apontaram que os autores do roubo de celulares da loja Martini Celulares, no Centro de Vitória, também eram os mesmos que cometeram dois roubos a lojas de celulares, no bairro Mata da Praia, na Capital. Fatos ocorridos no dia 17 de março e no dia 07 de abril deste ano. Dos 16 celulares subtraídos das lojas, nove já foram recuperados pela DHPP Vitória.

 

“Alguns dos suspeitos participam de todos os roubos. Um adolescente de 16 anos, que é irmão do suspeito de 20 também, participou dos roubos no bairro Mata da Praia. Ao compartilhar imagens e fazermos trocas de informação, conseguimos prender os suspeitos que estavam se especializando em cometer roubos a lojas de celulares”, disse o delegado Marcelo Cavalcanti.

 

A investigação continua no intuito de identificar e prender os receptadores dos produtos roubados.

 

Texto: Brenda Corti, estagiária da Seção de Imprensa e Comunicação Interna (Sicoi) 

Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna – (27) 3137-9024
imprensa.pc@pc.es.gov.br
 

Informações à Imprensa:

Matheus Zardini / Olga Samara  

(27) 3636-1574 / (27) 99297-8693 / (27) 3636-1536 / (27) 99846-1111
comunicapces@gmail.com

 



Fonte: Notícias do site da Polícia Civil do Espirito Santo – Confira mais informações em Polícia Civil do Estado do Espírito Santo.

Você está aqui

- Anunciar é Fácil (28) 99999-4664 -

Confira outras Notícias

Navegue pelas tags:

Mais Lidas