25.8 C
Itapemirim
sexta-feira 24 maio 2024

Governo do Estado e Polícia Federal assinam cooperação para participação em Força Tarefa da Segurança Pública

Governo ESGoverno do Estado e Polícia Federal assinam cooperação para participação em Força Tarefa da Segurança Pública


O governador do Estado, Renato Casagrande, assinou, nesta segunda-feira (06), o termo aditivo para a inclusão das forças de segurança estaduais na Força-Tarefa de Segurança Pública (FTSP) da Polícia Federal. O objetivo é o compartilhamento em tempo real de informações que subsidiem operações policiais com foco no combate ao tráfico de drogas e de armas utilizadas para o abastecimento de organizações criminosas que atuam no Espírito Santo.

A partir de agora, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), a Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), a Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), o Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo (CBMES) e a Secretaria da Justiça (Sejus) passam a fazer parte da Força Tarefa, junto com as Guardas-civis dos municípios da Grande Vitória.

“Quero registrar minha alegria de assinar esse ato. A adesão à Força Tarefa vem para fortalecer e solidificar o trabalho que estamos realizando. A integração é uma das diretrizes do nosso programa de enfrentamento ao crime. Fico feliz em reunir os cinco prefeitos da Grande Vitória. Essa união é fundamental para fecharmos o cerco contra os criminosos. É importante que cada município tenha seu cerco integrado. O Estado vai continuar investindo na área de segurança e reestruturando nossas forças”, afirmou o governador Casagrande.

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho, destacou que o programa Estado Presente tem como premissa a integração das forças estaduais no combate ao crime, sendo há mais de dez anos uma referência na redução da criminalidade no País. Agora, essa parceria com a Polícia Federal vem para qualificar ainda mais as ações.

“Sempre estivemos integrados por meio do programa Estado Presente e agora vamos estar ainda mais unidos em prol dos capixabas. É muito importante que estejamos, de fato, integrados buscando agendas que dependem da Polícia Federal.  A questão do tráfico internacional de drogas e de armas impacta muito em nossa segurança. As ferramentas da Polícia Federal podem nos ajudar no enfrentamento à criminalidade”, destacou Ramalho.

O superintendente da Polícia Federal no Espírito Santo, delegado Eugênio Ricas, agradeceu a confiança do governador Renato Casagrande e destacou que a FTSP vem para agregar ao programa Estado Presente, que já alcança reduções de criminalidade no Estado há anos.

“Tivemos a oportunidade de conhecer um trabalho de força tarefa nos Estados Unidos com muito sucesso. Mas somente após o [atentado terrorista de] 11 de setembro que esse modelo foi adotado. Aqui no Brasil temos 40 mil homicídios por ano e só agora começamos a falar nisso. O programa Estado Presente tem conseguido reduções consideráveis nos índices de criminalidade desde que foi criado e tem servido de exemplo. A Força Tarefa vem para agregar e ser mais uma ferramenta. Agradeço ao governador pela confiança e não tenho dúvidas que vamos alcançar resultados ainda melhores”, disse Ricas.

“A integração é uma diretriz do Governo do Estado e as nossas forças policiais atuam neste sentido desde quando instituímos, no âmbito do programa Estado Presente, as regiões e áreas integradas de Segurança Pública. Temos aqui no Espírito Santo um largo histórico cooperativo das agências de segurança estaduais com as federais e municipais. Este instrumento institucionaliza essa cooperação mútua, não para se sobrepor a nenhuma instituição, mas para avançarmos em algumas ações como, por exemplo, o controle de armas e munições e a descapitalização das organizações criminosas. A nossa expectativa dentro do programa Estado Presente é positiva”, avaliou o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, que coordena o Programa Estado Presente em Defesa da Vida.

O comandante-geral da PMES, coronel Douglas Caus, frisou que para se alcançar uma eficiência maior no combate ao crime a integração e tecnologia devem estar lado a lado. “Qualquer sistema de segurança que queira estar na vanguarda tem que unir tecnologia e integração. Damos um passo importante e com certeza vamos qualificar as ações das nossas forças policiais”, comentou.

Já o delegado-geral da PCES, José Darcy Arruda, usou o termo “união de forças” para resumir a importância da parceria entre Estado e forças federais. “Cito um exemplo recente: a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 20 pistolas com um casal que estava trazendo isso para o Espírito Santo, em Minas Gerais. Isso mostra a importância dessa união de forças e o compartilhamento de informações para traçar a rota do tráfico. Esperamos trazer dias de mais paz para o nosso Espírito Santo”, concluiu.

Estiveram presentes na solenidade, o secretário de Estado da Justiça, André Garcia; o secretário-chefe da Casa Militar, Coronel Aguiar; o comandante-geral do CBMES, coronel Alexandre Cerqueira; os prefeitos Wanderson Bueno (Viana), Lorenzo Pazolini (Vitória), Euclério Sampaio (Cariacica), Arnaldinho Borgo (Vila Velha) e Sérgio Vidigal (Serra); além de secretários municipais.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Governo
Giovani Pagotto
(27) 98895-0843

 

Fonte: Notícias do Governo do Espírito Santo

Você está aqui

- Anunciar é Fácil (28) 99999-4664 -

Confira outras Notícias

Navegue pelas tags:

Mais Lidas