21.7 C
Itapemirim
domingo 26 maio 2024

Fundo de Proteção ao Emprego manteve mais de sete mil postos de trabalho no Espírito Santo

Governo ESFundo de Proteção ao Emprego manteve mais de sete mil postos de trabalho no Espírito Santo



Lançado pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), em 2020, o Fundo de Proteção ao Emprego possibilitou a manutenção ou a geração de mais de sete mil postos de trabalho em todo o Espírito Santo. O fundo foi uma das principais medidas de enfrentamento à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) na área econômica e de proteção social do Espírito Santo, além de ser o maior fundo emergencial de manutenção das atividades produtivas do País.

Mais de R$ 135 milhões foram injetados pelo Fundo na economia capixaba, em 491 contratos. Os setores de Serviços, Comércio, Indústria e Agronegócios foram os principais que buscaram o apoio do Fundo de Proteção ao Emprego para atravessar os momentos de crise financeira causados pela pandemia.

O principal destino dos recursos foram os empreendimentos do setor de Serviços, com pouco mais da metade dos financiamentos aprovados. O setor abrange bares e restaurantes, que receberam R$ 16,31 milhões. Na sequência, o comércio apresenta 30,43% dos recursos aprovados, destacando-se empreendimentos com foco na comercialização de artigos do vestuário e acessórios, movimentando mais de R$ 8 milhões. A indústria apresenta 14,97% dos recursos e foi apoiada, ao todo, com cerca de R$ 20 milhões.

O gerente Comercial e de Relacionamento do Bandes, Ezequiel Loureiro Nascimento, ressaltou que o Fundo de Proteção ao Emprego foi uma ferramenta de concessão de crédito importante para apoiar o maior número de empresários capixabas possíveis, que foram atingidos pelas dificuldades financeiras causadas pela pandemia.

“O Fundo de Proteção ao Emprego foi o maior fundo público de reconstrução econômica do Brasil. As suas regras de concessão de crédito, que tinham como objetivo desburocratizar e democratizar o acesso ao crédito, possibilitaram que uma gama de negócios acionassem o Fundo. Como reflexo dessa atuação, o Fundo de Proteção ao Emprego gerou e preservou milhares de postos de trabalho em todo o Estado, o que possibilitou a reconstrução do cenário econômico do Espírito Santo”, frisou Ezequiel Loureiro.

O Fundo de Proteção ao Emprego “percorreu” o Espírito Santo, apoiando empresários capixabas de diversos municípios. As cidades da Região Metropolitana da Grande Vitória, como Vitória, Vila Velha, Serra e Cariacica, foram as que mais tiveram recursos aprovados, com a Capital do Espírito Santo, Vitória, movimentando mais de 100 operações e R$ 35,39 milhões. Outros municípios do Estado, como Colatina, Cachoeiro de Itapemirim, Jaguaré, Linhares e São Mateus também se destacam em contratos.

Com relação à distribuição dos recursos por porte de empresas, a linha apoiou os pequenos negócios capixabas com mais da metade dos recursos liberados. Na sequência, estão as médias e micro empresas capixabas.

Informações à Imprensa:
Gerência de Comunicação Institucional do Bandes
Bárbara Deps Bonato / Wilson Igreja Campos
(27) 99774-4428 / (27) 3331-4424
comunica@bandes.com.br

Fonte: Notícias do Governo do Espírito Santo

Você está aqui

- Anunciar é Fácil (28) 99999-4664 -

Confira outras Notícias

Navegue pelas tags:

Mais Lidas